* os estranguladores do padre










foto:llunkes


Matteo Marino, segundo uma lenda toscana, ao retornar de uma longa peregrinação pela Itália, decidira parar em uma estalagem à beira do caminho para comer algo e descansar. O dono do estabelecimento, ao perceber a presença indesejável do frade cappuccino em seu negócio de reputação duvidosíssima, temera pelo desconforto de seus clientes-de-religiosidade-ligeiramente-apática. Para livrar-se, então, do intruso, o senhor ordenara à sua prestativíssima esposa que criasse, para o rechonchudo visitante, alguma pasta que fosse absolutamente deliciosa, porém, de ingestão inviável. O sacro glutão, segundo o ardiloso plano, sucumbiria ao sufocar-se com as macro pelotas de massa entaladas em sua garganta. As previsões, por sorte, confirmaram-se favoráveis ao patrão e à sua devotada cúmplice, e a harmonia criminosa do recinto fora reestabelecida. Nascia o primeiríssimo strozzapreti (estrangula-padre) da história. Com a propagação da operação bem sucedida , novas criações e versões desse nhoque proliferaram por toda a Itália.





receita: Gnocchi de mandioquinha, recheados com queijo serra da estrela, molho de porcini e beurre noisette
Os inchados strozzapreti da toscana, diferentemente da versão esquálida da Romagna - que têm o formato de, digamos, uma minhoca retorcida -, são feitos de ricotta e espinafre. Na receita abaixo, a mandioquinha e o extraordinário queijo Serra da Estrela entram para substituir os dois ingredientes principais do prato, e são deliciosamente arrematados pelo sedoso molho de porcini. Imperdível! Vamos à receita?

(para 2 pessoas
)
para os nhoques (gnocchi)300 mandioquinha (batata baroa), descascada e cortada em rodelas
1 gema de ovo
60 g de farinha de trigo
4 colheres de sopa de queijo granna padano ou parmesão
sal marinho a gosto
pitada de pimenta caiena ou pimenta preta moída a gosto
pitada de noz moscada
40g queijo serra da estrela ou outro queijo semi-mole, gelado e cortado em 6 pedaços

1.Coloque a mandioquinha em uma panela pequena, cubra com água e leve ao fogo. Deixe ferver até ficar macia. Escorra bem e deixe esfriar. Reserve a água. Coloque a mandioquinha numa forma levemente untada. Leve ao forno em temperatura média para secar ( um passo importantíssimo). Quando estiver bem seca, retire do forno e deixe esfriar por completo.
2. Leve uma panela com água salgada ao fogo. Em um outro recipiente, amasse bem a mandioquina até formar um purê seco. Reserve uma colher de sopa desse purê.
3. Misture o purê frio, a gema, o sal, a pimenta e o grana padano. Acrescente a farinha aos poucos e rapidamente sem mexer demais. A massa ficará razoavelmente seca, mas diferente dos tradicionais nhoque de batata.
4. Moldando os nhoques: retire uma colher de chá da massa. Faça uma bolinha entre as duas palmas da mão. Achate essa bolinha de forma a obter uma moeda grossa. Coloque um pedaço do queijo no centro dessa moeda. Faça uma segunda moeda. Coloque sobre a primeira de forma que o queijo fique encapsulado no centro das duas moedas de massa.
5. Use novamente as palmas das mãos e faça uma única bolinha com ambas as moedas manteno o queijo no centro. (Se a massa estiver muito grudenta, molhe as mãos com água ou um pouco de óleo).
6. Coloque o nhoque recheado direto na água fervente por alguns minutos até ficar totalmente cozido. Enquanto isso vá moldando os outros nhoques e adicionando-os à água enquanto retira os que estão prontos. Resserve-os em um prto levemente untados. Ao finalizar de cozer todos os nhoques (serão 6 peças), baixe o fogo ao mínimo e faça o molho.


para o molho
10 g de cogumelo porcini seco ( ou 150 g de cogumelos frescos, fatiados e salteados no óleo de oliva)
2 dentes de alho sem pele e esmagados
2 colheres de sopa de cebola picada em cubos muito pequenos
óleo de oliva
0,5 xícara de vinho branco seco
4 colheres de sopa de manteiga
salsinha ou ciboullete picados

1.Coloque os cogumelos em uma xícara de água fervente por 15 minutos. Coe. Esprema os cogumelos para retirar o excesso de água. Reserve a água e o cogumelo. Bata a colher de purê de mandioquinha que foi reservada na água do cogumelo de forma a obter um liquido levemente cremoso. Reserve.
2. Em uma panela pequena, coloque o óleo, o alho e a cebola. Leve ao fogo e deixe a cebola e o alho ficarem translúcidos.
3. Acrescente a manteiga e deixe-a dourar ( beurre noisete ). Acrescente o vinho imediatamente e deixe esse reduzir pela metade. Acrescente os cogumelos e o caldo deles batidos com a mandioquinha. Deixe levantar fervura, baixe o fogo ao mínimo.

servindo
1.Retorne os nhoques à água fervente para aquecê-los. Escorra e mergulhe-os no molho. Deixe cozinhar por alguns segundos. Desligue. Sirva 3 unidades em cada prato pequeno e fundo. Coloque o molho sobre os nhoques e salpique com as ervas. Bom apetite !!!

2 comentários:

vanderlei becker disse...

show! combinação perfeita, queijo perfeito!...

Luciano Lunkes disse...

pior que é bom !! heheh ...abraço, Vanderlei